Código de vestimenta para mulheres da Igreja Universal levam fiéis a buscarem roupas apropriadas “para adorar a Deus”

A Igreja Universal divulgou ummanual de vestimenta para as mulheres que visitam o Templo de Salomão e a repercussão do assunto na mídia revelou histórias de jovens que buscam encontrar a receita das roupas certas “para adorar a Deus”.

O jornal Folha de S. Paulo publicou reportagem em que fiéis contam sua mudança nas escolhas de roupa para se adequar às regras da Universal: “Me vestia como uma qualquer, com shorts curtos para chamar a atenção”, disse Tatiane Cardoso, 34 anos, auxiliar de enfermagem.

Há tempos uma igreja não atraía holofotes para si com tanta intensidade por conta de doutrinas sobre questões de vestimenta para mulheres. Até mesmo as denominações que tinham posições mais rígidas no passado, como a Assembleia de Deus, já adotam postura mais flexível quanto ao assunto.

Há, é claro, as exceções, como a Igreja Pentecostal Deus é Amor e a Congregação Cristã no Brasil, que dão recomendações bastante especificas quanto às roupas que as fiéis podem usar.

“Minha mãe quase me levou para a Febem. Eu usava drogas, namorava um traficante e sempre estava com roupas muito curtas, vulgares. Hoje o Espírito Santo me toca quando me visto”, diz a jovem Ana Carolina Xavier, 18 anos, que frequenta a Universal e teve seu guarda-roupas mudado a partir da cartilha da Universal.

Já a secretária Fernanda Martins, 21 anos, defende o código de vestimenta da denominação dizendo que ele ajuda a mulher a “andar na moda, elegante, mas não mostrar tanto o corpo num lugar que é para você se reportar a Deus”.

As mudanças de comportamento das fiéis atingem também os homens. Fernanda afirmou que agora escolhe as roupas do namorado, Felipe José, 24 anos: “Gosto de vesti-lo no estilo esporte fino. Mas tem que estar com todos os botões fechados, né? Não gosto se ele sai com a camisa aberta”, disse.

A assessoria de imprensa da Igreja Universal disse à Folha que não há regras de vestimenta para visitar o Templo de Salomão. Porém, antes da inauguração, um vídeo de instruções gravado pelo bispo Renato Cardoso era bem específico quanto ao que usar para ir ao local.